Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 13 de março de 2012

"Quanto custa sua casa própria?"

"Quanto custa sua casa própria?"

   É galera, a hora é de acalmar os ânimos e cair na real, pois os preços estão completamente fantasiosos! Vocês acompanharam a pesquisa realizada em 52 países onde os imóveis costumam ser os mais caros? Não?! Então, pasmem! O Brasil lidera com o m² mais valioso do mundo! Ficando na frente dos EUA, Inglaterra, França, e quem diria.. até Dubai! O que você acha desse disparate?
   A resposta para esse absurdo é: "que o salário dos brasileiros aumentou!" Isso só pode ser piada! Se nosso salário fosse suficiente para comprar imóveis de 40m² por R$ 180,000,00 (cento e oitenta mil reais) em média, para que o governo iria criar o Programa "Minha Casa Minha Vida?
  Vamos admitir que estamos falando da maioria gritante de brasileiros assalariada. Logicamente, o Programa foi criado para a ex-classe média, ou quem sabe a emergente classe "C", hoje tão falada e a que mais viaja. Pois, a classe "não sei mais o que" recebe as casas populares, apartamentos modernos, com tudo que tem direito dado pelas prefeituras e governadores, olhe bem "dado" é o que eles dizem na propaganda. Os mortais vão para fila do Programa minha casa Minha Vida". E devem ter cuidado para não ser enganados.
  Mas, reflita, "o aumento do salário" justificaria um acréscimo de de 85% em 3 anos em São Paulo? O aumento de até 95% no Rio de Janeiro? E uma média de 26,3% no último ano, ou seja de 2011 para 2012? O "Bum" disso tudo é que as construtoras continuam construindo, resta saber pra quem? Uma hora isso vai entrar em colapso, pois não vai dar para sustentar esse aumento abusivo nos imóveis. Basta notar que a venda desse começo de ano já caiu em 50% em relação ao ano passado. 
  Sabe qual é o meu conselho, amigo trabalhador? Não compre! Ponha as barbas de molho. Observe que tem placas de "vende-se" a cada dois passos e os preços são extravagantes para a nossa realidade. Observe mais um pouco. Existem placas há mais de um ano não é? Isso significa que não está tão fácil vender! Existe muita oferta entendeu? E a construção não pára. Sua hora vai chegar.
  Quantos entraram nessa de financiamento, deram seu FGTS, contaram com o programa e quebraram antes do término da unidade? Sabe o que acontece? A construtora revende e é você quem sai perdendo. 
  Pense bem! É preciso saber barganhar, ter dinheiro na mão e/ou renda garantida para pagar as prestações. Não se iluda, antes de entrar faça as contas e saiba que tem que ter dinheiro sobrando, não pode ficar doente, ter imprevistos, nada que comprometa o dinheiro da prestação, senão já era!
  Entendeu agora porque o programa pode "te dá até 17 mil"? Você vai pagar juros e vai pagar em até 360 meses, fora a entrada de 10% do imóvel a imobiliária. Faz as contas! Se à vista o preço é exorbitante, imagina a prazo, quantos imóveis você paga? Na verdade não dá nada!
 Quanto tempo você passa pelo risco de perdê-lo? Portanto, só devemos pagar o preço que o imóvel realmente vale. No caso de financiamento, este deve ser mínimo, daí a importância de uma boa entrada, de 60 a 70%  se possível. Se não houver outro jeito amenize as prestações de modo que não lhe falte dinheiro. Outro jeito não convencional e macabro de não perder o imóvel é deixá-lo para a viúva(o) ou ficar inválido......Desculpe o sarcasmo, mas uma moradia realmente decente, dentro dos padrões, executado de forma confiável está difícil e não duvido que muitos adoeceram e morreram por essa causa!

Casas populares
Minha Casa Minha Vida

Minha Casa Minha Vida
Minha Casa Minha Vida