Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

domingo, 21 de julho de 2013

O Limite



O LIMITE
AGORA LÁ ESTAVA EU...
PARALIZADO DE TANTO DISLUMBRAMENTO COM ALGO QUE PRATICAMENTE VIRA TODOS OS DIAS DA MINHA VIDA.
PORÉM, NUNCA HAVIA OLHADO DE VERDADE.
O FATO, É QUE SEMPRE ESTIVE OCUPADO DEMAIS.
MEU TEMPO VALIA OURO!
TINHA QUE CORRER, CORRER.
  ERAM TANTOS PLANOS, TANTOS PROJETOS, TANTA COISA MAIS IMPORTANTE QUE UMA VELHA PRAÇA!
QUE SIMPLESMENTE, EU IGNORAVA TUDO QUE NÃO FOSSE “PRIORIDADE”.
AHHHH! AINDA TINHA QUE FAZER TUDO MUITO RÁPIDO!
POTENCIALIZAR MEU TEMPO ERA UM DESAFIO CONSTANTE!
NOVELA, FESTINHA EM FAMÍLIA, JORNAL LOCAL!
TINHA TEMPO PRA ISSO NÃO! ISSO FICAVA PRA QUEM NÃO TINHA O QUE FAZER!
COMECEI A FICAR NERVOSO ESTRESSADO!
MAS, TINHA QUE CUMPRIR OS PRAZOS!
TODOS CONTAVAM COM ISSO!
EU NÃO PODIA DECEPCIONAR!
NOITES SEM DORMIR, DORES DE CABEÇA!
IGNOREI, TOMAVA UM CAFÉ COM COCA- COLA E REMÉDIO PRA DOR!
NÃO QUERIA NINGUÉM ME IMPORTUNANDO COM BOBAGEM!
PROCUREI ME ISOLAR MAIS!
AGORA ERA SÓ EU E EU!
SE CHEGASSEM COM PROBLEMAS AGIA COM RISPIDEZ!
SENTIA DORES NO CORPO, TONTURAS E SENTIMENTOS ESTRANHOS.
MAS, RESOLVIA RAPIDAMENTE COM MEDICAMENTOS.
AFINAL, EU TINHA QUE PRODUZIR!
ATÉ QUE UM DIA...
NÃO SEI O QUE HOUVE EXATAMENTE,
TIVE A SENSAÇÃO DE “PARAR”,
ESTAVA LEVE, JÁ NÃO ME SENTIA PRESSIONADO.
A SENSAÇÃO DE LIBERDADE ERA ESTONTEANTE.
NÃO ENTENDIA NADA, MAS GOSTAVA DO QUE SENTIA.
MEU ÚNICO MEDO ERA DE “ACORDAR” DAQUELE SONHO.
SIM! PARECIA UM SONHO!
SENTIA O VENTO BATER NO MEU ROSTO, OS PÁSSAROS CANTANDO,
LEMBREI-ME DO QUANTO ERA BELO O SORRISO DO MEU FILHO!
MEU DEUS! ONDE EU ESTAVA?
QUANDO SUBTAMENTE, OUVI UMA VOZ,
 QUE INTERROMPEU O MARAVILHOSO DEVANEIO.
 ESTAVA MEIO BORRADA,
MAS IDENTIFIQUEI QUE SE TRATAVA DE UM MÉDICO.
TOMEI CONHECIMENTO DE ESTAR VIVO POR UM MILAGRE.
DEPOIS DE PASSADO O IMPACTO E JÁ REESTABELECIDO.
MUDEI ALGUNS HÁBITOS.
UM DELES, O PRIMEIRO AINDA VOLTANDO PRA CASA,
FOI APRECIAR MEU FILHO BRINCANDO NA PRAÇA,

ESCRITO POR: VALÉRIA ARAÚJO CAVALCANTE



Meu amado sobrinho!














Licença Creative Commons
O trabalho O limite de Valéria Araújo Cavalcante foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://www.overmundo.com.br/banco/o-limite-2.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://valeriaaraujocavalcante.blogspot.com.br/.